Diante deste horizonte tecnológico, aberto já há alguns anos , nós professores buscamos a cada dia melhorar nossa prática pedagógica.O primeiro passo para esta evolução além da tecnologia, é o auto aperfeiçoamento, que torna-se imprescindível neste contexto educacional , social, cultural, economico e sustentável que almejamos para um futuro próprio e próximo.
   O professor é um grande observador .Traz no sangue uma utopia de melhoria na qualidade de vida do sujeito, que somente um grande idealizador pode buscar.Essa idealização pode transformar nossa sociedade de forma simples e ao mesmo tempo complexa, já que cada escolha nos permite enveredar por estradas diferentes que são dependentes mas também interdependentes dentro deste processo de formação.
   Entender como funciona essa complexa situação, começa na vontade de executar os sonhos.E esse sonho parte do equipar as escolas com materiais e recursos tecnológicos modernos de ponta como computadores e seus periféricos de última geração , data-show, laptops, robótica, dentre tantas ofertas do mercado mas que ainda hoje estamos restritos.Temporalmente,lembrando que não é uma impossibilidade mas uma dependência direta .Mas nossa interdependência se pauta na vontade e na garra de buscar lá no intimo, em nosso potencial e em nossa criatividade tudo aquilo que depende de nós diretamente: o conhecimento como produto.Objetivamos a aplicabilidade plena destes conhecimentos em nossa sociedade.Nos tornarmos cientistas simples na luta diária em sala de aula. Termos o conhecimento e a competência de extrapolarmos nossa área de atuação e buscarmos uma grande integração e interdisplinaridade no próprio conhecimento que hoje ainda se apresenta tão dividido, é nosso grande desafio.
   Sendo assim, a informática educativa traz o uso do computador nas escolas como mola mestra neste desfio de juntar diferentes competências que nosso currículo propõe.Buscar unir, o que ao longo dos anos se dividiu que é o conhecimento.Conhecer pode ter tendências de áreas de atuação, mas em nosso dia-a-dia nos mostra que está mais unida do que segmentada Por exemplo: andar, restringe-se somente na física? Ou somente na fisioterapia?ou na matemática? Algo tão simples e tão complexo. Tão reflexivo.Tão instigatório….
   É necessário evoluir a partir das informações que são colocadas no mercado.è preciso ainda, formar indivíduos autônomos, que aprendem por si mesmos, aprendendo a aprender partindo da busca , da investigação , da descoberta e da invenção.Neste ponto contamos com o diálogo entre o professor com o aluno em uma parceria fundamental para a progressão educacional, contando com a informática enquanto uma metodologia alternativa.O computador passa a ser uma possibilidade,um aliado no processo ensino-aprendizagem.
   Diante do quadro atual de desafio de buscar a unidade do conhecimento, que tal buscarmos na simplicidade dos conteúdos a integração, a interdisciplinariedade e justaposição, ou mesmo a união plena daquilo que se propõe a estudar?
   Por que não usar a tecnologia da comunicação tão disponível e tão simples, para trazer o interesse e a motivação de nossos alunos para escola?Esta, que para mim deve ser um local prazeroso e interessante, tratada com carinho, afinal muitas horas de nosso dia estamos nela.
   Observemos portanto algumas possibilidades educativas quando usamos o computador:
  

   1. Usando softwares: alguns softwares nos permitem trabalhar o raciocínio, a inventividade, o levantamento de hipóteses que são algumas das habilidades necessárias para o desenvolvimento de competências.também podem ser utilizados como exercícios de fixação ou introdução de conteúdos .Um exemplo é o MAGISTER, o qual trabalharemos neste curso.
  

   2. Programas oferecidos pelo windows ou open office: podem ser utlizados em sala de aula para a construção de textos, tabelas, gráficos, imagens, porcentagem, fração, potenciação, uso de fórmulas, trabalho com dados, hipóteses, planilhas, tipos de correspondências, trabalho com dicionário, revisão de texto, calculadora, formas, tamanhos, cores, espessura, produção de filme ou imagens,catálogo de endereços,jogos, banco de dados, groove que permite compartilhar arquivos on line,apresentações, cartões, boletins informativos, folhetos, cartões, folders,etiquetas,panfletos, calendário, dentre otras possibilidades.

   3. A internet permite a pesquisa , a busca por programas, jogos, informações considerando as maiis diversas fontes, o acesso a bancos, empresas enfim abre o mundo virtual para nossas necessidades.Muitos sites oferecem filmes, vídeos, imagens para complementar nosso planejamento de aula.

   4. Na internet, nós professores, podemos montar um blog pessoal ou coletivo e este nos ajuda a construir nossos conhecimentos;

   5. A internet possibilita ainda a possibilidade de exposição de produtos das mais variadas origens;

   6. Podemos ainda com o computador trabalhar com a robótica na parte educacional, mas que pede uma formação especializada.

   7. Trabalho com projetos: permite a criatividade na busca e execução de metodologias,sem o medo de errar.     Aprender por meio de projetos inova e rompe com a postuuras tradicionais de ensino, já que em sua veia traz muitas possibilidades:contrução do conhecimento, aprendizagem significativa e contextualizada, interrogações que serão sanadas ao longo do processo, despertar da curiosoidade, vontade de aprender cada vez mais, deixando para traz a educação bancári, tão bem colocada por Paulo Freire.O aluno então, torna-se como oprofessor um grande pesquisador.Esta postura adotada traz a questão da cidadania: apropriação e aplicação do conhecimento em diferentes situações.Além do ambiente computacional, ainda fora dele é possivel realizar muitos trabalhos: maquetes, análises, resumos, fotos, experiências dentre tantas possibilidades.
 

   8. Postura do professor como mediador e facilitador da aprendizagem.
 
   Sendo a informática educativa uma área de conhecimento que propõe-se a trabalhar com conteúdos psicopedagógicos, informativos e operacionais observamos a importância que esta traz em nosso cotidiano.Fica o desafio e a vontade de ultrapassar o que já existe.

Fonte  webartigos.com